DIVULGAÇÃO

dirty-swede-negative.png

Iniciativa do cantor, compositor e produtor musical Alec Gonzales, o projeto Dirty Swede mistura música, quadrinhos e ativismo pelos direitos dos animais. Conhecido no meio musical como ex-integrante da banda Ameba Suicida, que tocou ao lado dos grandes nomes do Heavy Metal nacional no início dos anos 90, Alec também já ganhou de prêmios como compositor e intérprete em festivais de música com a banda Againstöurwill e, mais recentemente, fez suas incursões pela música eletrônica no projeto FAKE.

Afastado dos palcos há exatos dez anos, no final de 2016 resolveu que era hora de retomar sua carreira e, com um EP totalmente independente - e sugestivamente intitulado “One” - gravado com a participação de músicos convidados e produzido por ele próprio, parte em seu estúdio particular Nowhereland, em Salto; parte no Studio REC, em São Bernardo do Campo, onde foram gravadas as baterias.

O som de Dirty Swede já está disponível para streaming no Spotify e, também, à venda na loja virtual da CD Baby desde janeiro de 2017. São quatro músicas autorais, Rock & Roll simples e direto como se fazia nos anos 70, com influências que vão de Alice Cooper a Sex Pistols e toda a renda gerada com streaming ou vendas de downloads é destinada para organizações de defesa dos direitos dos animais. Há planos para uma turnê ainda em 2017.

Para obter material extra a fim de ajudar a promover este projeto, basta clicar no botão à direita e você será redirecionado para a página de downloads, onde poderá baixar um kit com releases, imagens em alta resolução, logotipo vetorizado, etc.

blood-stain-right.png
Press-kit